Arquivo de etiquetas: Gefferson Ramos Rodrigues

A preservação da memória documental no Baixo Amazonas

Palestra do Prof. Gefferson Ramos Rodrigues, ao vivo no canal do ICED no Youtube.

Assistir a palestra : aqui.

Resumo:

Nesta apresentação, o professor Gefferson Ramos Rodrigues, Doutor em História e Coordenador do CDHBA do ICED/UFOPA, trata dos esforços para preservação dos acervos históricos no Baixo Amazonas. Com o tratamento dos documentos do judiciário de Santarém, realizado desde 2013, o Centro de Documentação Histórica do Baixo Amazonas vem procurando expandir sua atuação e busca agora tratar de todo o acervo jurídico das 14 Comarcas da região. Além disso, graças a grande esforço de cooperação e espírito de equipe, outros acervos, como os cartorários e dos poderes públicos municipais vem sendo tratados progressivamente. As atividades desempenhadas pelo CDHBA vêm ganhando reconhecimento com a aprovação de projetos em âmbito nacional e internacional.

conscientização patrimonial com os comunitários de Arapixuna

Em Agosto de 2019, o Professor Gefferson Rodrigues (UFOPA) e a pesquisadora Emilie Stoll (CNRS / LC2S), integrantes do CDHBA, acompanharam um grupo de estudantes da Universidade do Québec em Montréal (UQAM) no rio Arapiuns.

Foram visitar a comunidade de Arapixuna, no município de Santarém. Nessa ocasião apresentaram as atividades do CDHBA para os moradores desejosos de preservar os documentos históricos que possuem nas suas residências.

Durante esse encontro, o Senhor Joaquim Ferreira, morador de Arapixuna, trouxe documentos interessantes relativos à história dos clubes de futebol de Arapixuna. A documentação apresentada era composta por vários artigos publicados em jornais, além de fotografias antigas e documentos produzidos pelos próprios clubes.

Continuar a lerconscientização patrimonial com os comunitários de Arapixuna

Projeto do CDHBA com cartório de Santarém prevê digitalização de documentos dos séculos XIX e XX

Matéria publicada no site da UFOPA
disponivel online aqui.

Matéria publicada na Twitter aqui.

O Centro de Documentação Histórica do Baixo Amazonas (CDHBA) da Ufopa firmou, em julho de 2019, um termo de cooperação com o Cartório do Terceiro Ofício Souza Alho, de Santarém, para digitalização de documentos dos séculos XIX e XX. O convênio foi formalizado através da Fundação de Integração Amazônica (Fiam), vinculada à Universidade. Previsto para vigorar por dezoito meses, o projeto iniciará suas atividades no próximo mês de setembro. Serão digitalizados cerca de 250 mil documentos, como certidões de nascimento e óbito e procurações.

“Será construída uma grande base de dados relativa a nascimentos, óbitos e casamentos na cidade de Santarém, permitindo que se estudem com muita precisão temas relacionados à migração, doenças, padrões matrimoniais, entre outros assuntos, de um período que se estende do final do século XIX até meados do século XX”, explica o professor da Ufopa, Gefferson Ramos Rodrigues, que coordena o projeto e também coordena o CDHBA.

Além da importância para conservação da memória de Santarém, o projeto inclui a aquisição de equipamentos como escâners e computadores, que, posteriormente, serão incorporados ao patrimônio da Universidade. Além do professor, oito bolsistas do curso de História atuarão nas atividades. O investimento total será de R$ 85 mil.

Profa. Elaine Oliveira (Ibef), diretora-técnica da Fiam, e reitor da Ufopa, Prof. Hugo Diniz, assinam o convênio firmado com o Cartório do Terceiro Ofício. Atrás, na foto, Valdeir da Costa, juiz do Fórum de Santarém, e João Alho, tabelião do Cartório.

Embaixada de Luxemburgo apoia projeto de digitalização de documentos históricos na Ufopa

Matéria publicada no site da UFOPA
acessivel aqui.

A Embaixada do Grão-Ducado de Luxemburgo, país de pouco mais de 500 mil habitantes na Europa Ocidental, patrocina o projeto de digitalização de documentos históricos do Centro de Documentação Histórica do Baixo Amazonas (CDHBA). A iniciativa se deu a partir de visita do embaixador daquele país, Carlo Krieger, e de sua comitiva, ao Centro de Documentação, em setembro deste ano, durante visita da Delegação da União Europeia ao Brasil.

Ao tomar conhecimento do projeto da Ufopa, o embaixador voluntariamente se ofereceu para incentivar à iniciativa. “O patrocínio de Luxemburgo se liga, em certa medida, ao vínculo histórico do Grão-Ducado com a cidade de Santarém, já que o padre João Felipe Bettendorff, fundador da missão jesuíta que veio a originar a cidade, é natural do que hoje constitui Luxemburgo”, disse o coordenador do Centro de Documentação, professor Gefferson Ramos.

Continuar a lerEmbaixada de Luxemburgo apoia projeto de digitalização de documentos históricos na Ufopa