Arquivo de etiquetas: digitalização

Seleção de 12 bolsistas para o programa Modern Endangered Archive Program

Edital Nº MEAP-2-0039/2020-01
EDITAL SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS

A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), considerando o resultado final de seleção de projetos pelo Modern Endangered Archives Program, da Biblioteca da Universidade da Califórnia em Los Angeles (EUA), que dedica-se a digitalizar e tornar acessíveis arquivos de distintas regiões do mundo do século XX, e tendo em vista a aprovação do projeto “Digitization of Justice court files under authoritarian regimes in Amazonia”, torna pública a concessão de 12 bolsas de 1 ano, prorrogáveis por mais um ano, para discentes de graduação que atendam aos requisitos previamente definidos neste edital, bem como as normas desta seleção simplificada. A vigência do projeto será de 1º de março de 2021 a 1º de fevereiro de 2023.

Continuar a lerSeleção de 12 bolsistas para o programa Modern Endangered Archive Program

Um novo scanner planetário para documentos de grande formato

O CDHBA e o Arquivo Central da UFOPA mantém estreita parceria. Para dinamizar suas atividades, foi adquirido pela Universidade um Scanner que permite a digitalização de documentos de grande formato em altíssima resolução, entre muitos outros recursos.

A imagem pode conter: área interna

O novo super Scanner planetário irá incrementar ainda mais os trabalhos do Laboratório de Restauração mantido pelo Arquivo Central. O investimento é da ordem de R$ 170 mil reais.

Projeto do CDHBA com cartório de Santarém prevê digitalização de documentos dos séculos XIX e XX

Matéria publicada no site da UFOPA
disponivel online aqui.

Matéria publicada na Twitter aqui.

O Centro de Documentação Histórica do Baixo Amazonas (CDHBA) da Ufopa firmou, em julho de 2019, um termo de cooperação com o Cartório do Terceiro Ofício Souza Alho, de Santarém, para digitalização de documentos dos séculos XIX e XX. O convênio foi formalizado através da Fundação de Integração Amazônica (Fiam), vinculada à Universidade. Previsto para vigorar por dezoito meses, o projeto iniciará suas atividades no próximo mês de setembro. Serão digitalizados cerca de 250 mil documentos, como certidões de nascimento e óbito e procurações.

“Será construída uma grande base de dados relativa a nascimentos, óbitos e casamentos na cidade de Santarém, permitindo que se estudem com muita precisão temas relacionados à migração, doenças, padrões matrimoniais, entre outros assuntos, de um período que se estende do final do século XIX até meados do século XX”, explica o professor da Ufopa, Gefferson Ramos Rodrigues, que coordena o projeto e também coordena o CDHBA.

Além da importância para conservação da memória de Santarém, o projeto inclui a aquisição de equipamentos como escâners e computadores, que, posteriormente, serão incorporados ao patrimônio da Universidade. Além do professor, oito bolsistas do curso de História atuarão nas atividades. O investimento total será de R$ 85 mil.

Profa. Elaine Oliveira (Ibef), diretora-técnica da Fiam, e reitor da Ufopa, Prof. Hugo Diniz, assinam o convênio firmado com o Cartório do Terceiro Ofício. Atrás, na foto, Valdeir da Costa, juiz do Fórum de Santarém, e João Alho, tabelião do Cartório.

Embaixada de Luxemburgo apoia projeto de digitalização de documentos históricos na Ufopa

Matéria publicada no site da UFOPA
acessivel aqui.

A Embaixada do Grão-Ducado de Luxemburgo, país de pouco mais de 500 mil habitantes na Europa Ocidental, patrocina o projeto de digitalização de documentos históricos do Centro de Documentação Histórica do Baixo Amazonas (CDHBA). A iniciativa se deu a partir de visita do embaixador daquele país, Carlo Krieger, e de sua comitiva, ao Centro de Documentação, em setembro deste ano, durante visita da Delegação da União Europeia ao Brasil.

Ao tomar conhecimento do projeto da Ufopa, o embaixador voluntariamente se ofereceu para incentivar à iniciativa. “O patrocínio de Luxemburgo se liga, em certa medida, ao vínculo histórico do Grão-Ducado com a cidade de Santarém, já que o padre João Felipe Bettendorff, fundador da missão jesuíta que veio a originar a cidade, é natural do que hoje constitui Luxemburgo”, disse o coordenador do Centro de Documentação, professor Gefferson Ramos.

Continuar a lerEmbaixada de Luxemburgo apoia projeto de digitalização de documentos históricos na Ufopa